Início>Perguntas Frequentes

 
Perguntas Frequentes
Perguntas Frequentes FAQ sobre as cáries. FAQ sobre assuntos relacionados a gravidez
FAQ sobre prótese dentária FAQ em geral  

Perguntas Frequentes

  • Há muito tempo caiu a minha obturação e não sinto dores. Posso deixar o meu dente assim, sem tratamento?
  • Tendo dores ou não, faça o tratamento para este dente o mais rápido possível.
  • Marquei a consulta, porém surgiu um imprevisto de última hora que me imepde de comparecer no horário reservado. O que fazer?
  • Nesses casos, ligue para nós o mais breve possível, pois há a possibilidade de se remarcar a consulta para um outro dia.
  • Tenho mal hálito. Há tratamento para esse tipo de problema?
  • Este é um problema delicado. Verificamos para você o que está provocando o mal hálito, eliminando a causa o seu hálito voltará a normalidade.
  • A exposição aos raios-X da radiografia é muito prejudicial para o paciente?
  • A quantidade de radiação que estamos expostos a uma sessão de radiografia é bem menor que a quantidade de radiação que recebemos em nosso dia-a-dia, mas o quanto menos estivermos expostos a radiação, melhor. Porém, para realizar o diagnótico odontológico a radiografia é o meio muitoimportante. Pensando no bem estar do paciente, a nossa clínica utiliza a Radiogradia Digital, que emite dez vezes menos radiação que os aparelhos normais.
  • Por que num tratamento odontológico há a necessidade de se comparecer tantas vezes ao consultório?
  • O tratamento para uma cárie que está no seu início de desenvolvimento pode ser tratada com 1 a 2 visitas ao dentista. Porém, para as cáries que está em estado mais profundo, quando o nervo do dente já está afetado, há a necessidade de se realizar uma limpeza na raiz do dente. Nestes casos a quantidade de visitas ao consultório aumenta devido ao estao grave que se encontra o dente. As cáries no estado bem superficial não provocam dores, porém conforme vão se afetando o dente chegando até o nervo, as dores começam a surgir, dessa forma é necessário cuidado constantes com os dentes para deixá-los sempre saudáveis. O tratamento periodontal também é longo e exige uma quantidade de visitas ao consultório maior. O tratamento de cálculo dental (ou tártaro) se torna longo conforme as proporções que o cálculo dental se alastratou pelos dentes ou como se encontram as gengívas, quanto maior a gravidade maior a quantidade de vezes que deverá comparecer ao dentista aumenta proporcionalmente.
  • Para os dentes que receberam algum tipo de tratamento (coroas ou afins)podem ficar cariados novamente?
  • Abaixo das coroas ou obturações estão os dentes verdadeiros, dessa forma eles podem voltar a ficar cariados. Ainda, neste locais as sujeiras tendem a acumular com maior facilidade, dessa forma há a necessidade de se tomar maiores cuidados.
  • Coloquei uma coroa no dente da frente há algum tempo atrás e na região entre a coroa e a gengiva há uma linha escura que está me incomodando esteticamente. O que é esta linha escura?
  • Esta linha escura não é cárie. Com o retraimento da gengiva a parte metálica que é montado a coroa fica aparente e se mostra como se fosse uma linha escurecida. Se for trocada a coroa por uma nova, acreditamos que este problema seja resolvido, porém com o tempo, possivelmente, isso se repetirá. Em nossa clínica, por motivos estéticos, utilizamos coroas dentais feitas totalmente de cerâmica.
  • O plano de saúde do governo japonês cobre as coroas dentais brancas ou somente as metálicas?
  • O plano de saúde do governo japonês cobre as coroas de material branco os dentes frontais (são os dentes do canino esquerdo ao direito inclusives). O material utilizado neste tratamento é a resina que é um tipo de plástico, que em termos de resistência e durabilidade é consideravelmente menor comparando com o material cerâmico.
  • As injeçõe doem?
  • Numa aplicação da anestesia, podemos dividir em duas fases onde o paciente poderá sentir dores. A primeira fase é quando a agulha é aplicada e a outra quando o líquido anestésico é injetado. Em nossa clínica dominamos uma técnica de aplicação que a dor da agulha é quase imperceptível pelo paciente. E para que a dor seja eliminada também na segunda fase, aquecemos o líquido a ser injetado até a temperatura próxima do corpo humano.

FAQ sobre as cáries.

  • Quais as razões do surgimento das cáries?
  • Mais de 90% dos japoneses possuem cáries. As bactérias da cárie, Mutans, residem nas placas que ficam na superfície do dente, neste local estas bactérias fermentam o açúcar transformando-o em ácido. Este ácido corroe o esmalte do dente, em seguida um buraco começa se formar. Este é o início da cárie num dente. A cárie não é vista como uma situação grave, pois a maioria possui, mas quando uma cárie chega num nível onde a remineração do dente é impossível de ocorrer o dente não volta a seu estado original.Fazendo as consultas, há a possibilidade de se interromper o processo, porém não existe forma de proteger o dente.
  • Quando um dente está muito sensível, quer dizer que o dente esta cariado?
  • Quando o dente esta muito sensível a primeira probabilidade é por causa de uma cárie. Quando a cárie está num estágio avançado onde já até abriu um buraco no dente deixando o nervo exposto recebendo estímulos diretamente, a dor aparece. Uma outra possibilidade seria a de que a gengiva tenha se retraido deixando exposta a raiz, ou mesmo, pelo desgaste da superfície do dente as terminações nervosas ficam mais próximas da superfície deixando o mais sensível aos efeitos externos. Isso se chama hipersensibilidade dentinária, também chamada de hiperestesia. Por isso que nem sempre uma cárie é a razão dessas dores.
  • O que é "tratamento de canal"?
  • Dentro do dente há o conjunto de nervo e vasos sanguíneos que denominamos de polpa. Quando a polpa do dente está inflamada por causa de uma cárie profunda, será necessário retirar a polpa afetada e realizar uma limpeza dentro do dente. Este processo é conhecido popularmente como "tratamento de canal". Com a retirada do nervo do dente, caso uma cárie ataque o dente novamente a pessoa não sentirá mais dores e isso fará com que a descoberta de uma nova cárie fique difícil de ser identificado como a eliminação dos vasos sanguíneos cessando a irrigação dos dentes tornando-os fracos e escurecidos. É impossível conservar a polpa do dente intacta se ele estiver infeccionada, por isso antes que a cárie se alastre mais pelo dente procure um dentista para trará-lo.
  • O dente do qual foi retirado o nervo volta a doer?
  • No tratamento de canal é cortado o nervo desde a raiz do dente, porém ao redor do dente ainda há nervos que se afetados com inflamações e formação de pus (supuração), poderá causar dores no dente novamente.
  • Ultimamente o mau hálito tem me incomodado um pouco, o que fazer?
  • Uma causa comum do mau hálito é o acúmulo de sujeira e bactérias na língua e os componentes que esta mistura produz causam o mau odor. Presença do tártaro, que é o ocorre quando com a má escovação que deixa acumular a placa do dente ou da gengíva, a existência de folgas na coroa ou em obturações permitindo o acúmulo de restos de alimentos, esses fatores causam também odores desagradáveis na boca. Por essas razões, melhorando a escovação dental e tratando das cáries, caso exitam, são grandes as possibilidades de ter um hálito agradável. Dormir pouco, acúmulo de estresse, a respiração pela boca diminuem a salivação, permitindo o crescimento bacteriano dentro da boca, sendo também causa do mau hálito. Por isso, ao acordar pela manhã ou quando estiver com fome, ou estiver passando por estresse, a pessoa que não costumam ter mau hálito pode passar a ter.
  • Cáries e a doença periodontal afetam a saúde do corpo como um todo?
  • No corpo humano, todos os órgão estão ligados pelo sangue, nódulos linfáticos e nervos. A cárie dentária e a doença periodontal são as duas principais doenças dentárias, uma vez que a infecção bacteriana se instala as bactérias podem se alastrar por todo o corpo (Infecção focal). Podem causar doenças cardíacas, diabetes, problemas gastrointestinais.
  • Fumar afeta a saúde dos dentes ?
  • Fumar, como todos já sabem, não faz bem nem para os dentes e tão pouco para a saúde do corpo. A nicotina continda no cigarro tem o efeito de contrarir os vasos sanguíneos periféricos. Com os vasos contraidos o suprimento de oxigênio a gengiva diminui e o envio de nutrientes também se torna insuficientes, facilitando assim o surgimento da doença periodontal. Ainda, o monóxido de carbono contido na fumaça do cigarro combinando-se com a hemoglobina existente dentro do nosso corpo faz com que grande quantidade de vitamina C seja consumida. E mais um outro fator, o ato de fumar baixa a capacidade dos glóbulos brancos de eliminar as bactérias, piorando assim as doenças que porventura existam na gengíva.
  • Nasceu o meu dente do siso (ou dente do juízo), será que é necessário arrancá-lo?
  • O dente do siso nasce quando todos os outros dentes já nasceram, porém o osso da mandíbula do homem moderno diminuiu e o espaço para o dente do siso desapareceu, por isso ele nasce inclinado, ou saindo de dentro da gengíva. Os dentes do siso que nascem dessa forma podem possuir cáries e da forma que nascem podem produzir dores e até inchaços nas gengívas. E caso esteja causando algum efeito prejudicial a outro dente periférico, a melhor solução é extraí-lo.
  • Mesmo com 1 ano e meio de idade continua se alimentando com a mamadeira, será que terá algum tipo de influência nos dentes?
  • O correto seria fazer com que a criança pare de utilizar a mamadeira o mais rápido possível. São várias as causas do surgimento das cáries e uma delas é o uso prolongado das mamadeiras. Principalmente o uso de mamadeiras antes de dormir aumenta bastante as chance de formação de cáries. E o uso prolongado de mamadeiras atrasa o desenvolvimento da musculatura bucal do bebe. Aos poucos, seria interessante já realizar a troca da mamadeira pelo copo.
  • Após mais ou menos a idade dos 3 anos, aumentou bastante a quantidade de dentes cariados, o que fazer?
  • Aos 3 anos de idade, aproximadamente, aumenta o convívio com outras pessoas, aumenta também o consumo de salgadinhos e dos doces. Essa período todos os dentes de leite (decíduo) já estão nascidos, e entre os dentes também poderá surgir cáries difíceis de se perceber. Como o nervo dos dentes de leite são imaturos, a criança, mesmo possuindo um dente afetado por uma cárie, não sente muitas dores, este é um outro fator que dificulta a descoberta dessa cárie. E na maioria das vezes quando a criança reclama de dor de dente, descobre-se uma cárie de grandes proporções. Visitar o dentista com regularidade, segue o lema melhor prevenir do que remediar. Conserve também o hábito saudável de escovação correta com a vistoria dos pais.
  • Dentes que acabaram de nascer tem facilidade de ficar cariado?
  • A superfície de um dente que acabou de nascer é frágil e facilmente atacado por ácidos por isso a possibilidade de surgir uma cárie é grande, somente 1 ano após o nascimento do dente ele se torna mais resistente. Ao invés de preocuparmos na resistência dos dentes a atenção maior deve ser em não deixar acumular sujeiras neles, principalmente controlando o consumo de alimentos doces, colocar a escovação após as refeições como um hábito.
  • Mesmo escovando os dentes ainda sobram sujeiras entre os dentes.
  • Há a possibilidade de ser cáries ou algum tipo de mancha ou pigmentação. Ser for o caso de pigmentação, não há problema algum. Mesmo com uma escovação não conseguirá retirar a pigmentação escura que em alguns casos chega a envolver todo o dente até a gengiva. Muitos casos demonstram estar na saliva ou na alimentação. Neste caso, não causará nenhum dano a saúde do paciente.
  • Muitas vezes, as crianças não gostam muito de escovar os dentes, o que fazer nesses casos?
  • Primeiramente, deixar a criança brincar com a escova dental (sob a vigilância atenta da mãe), como a escovação dentária será um dos hábitos do cotidiano da criança, a coloboração de todos da família é fundamental. E depois, deite a criança sobre as pernas e escove os dentes dela, além de ser um contato físico, criar um momento agradável para ela é importante.
  • Muitas vezes, as crianças não gostam muito de ir ao dentista, o que fazer?
  • Na maioria das vezes, crianças com muito medo tem aversão aos tratamentos dentários. Quando a criança chora por não querer passar pelo tratamento dentário, uma opção é começar aos poucos tirar esta insegurança e medo. Primeiramente, entre somente no consultório, numa próxima vez sente-se na sala de espera e aprecie o movimento, isto é fazendo com que a criança se acostume aos poucos com o consultório de um dentista. Se tudo correr bem, por favor, elogie-o bastante. Agora, em repreensões corriqueiras evitar citar o dentista como um vilão, isso é um cuidado para que não implante de vez o medo da criança pelo dentista. E por favor, não esperar doer o dente para visitar um dentista, mesmo para um adulto não é nada agradável. Se estiver indo para o dentista regularmente por prevenção, a possibilidade de se ter uma cárie diminui bastante e mesmo adquirindo uma cárie será num grau tão incial que em pouco tempo de tratamento facilmente será solucionado o problema.
  • Há algum problema não tratar de dentes de leite (decíduo) cariados?
  • As cáries dos dentes de leite vão afetar negativamente na disposição dos próximos dentes permanentes. Ainda, poderá provocar problemas de oclusão (mordida). É dessa forma que os dentes de leite e os permanentes estão intimamentes ligados. Se as cáries dos dentes de leite não forem tratados, a criança sofrerá com os dentes permanentes, por isso o tratamento deverá ser feito o mais rápido possível.
  • É melhor usar o creme dental?
  • O creme dental, na verdade, não é necessário. Se a criança prefere usar o creme dental, use, mas em pouco quantidade. Se há formação de muita espuma dentro da boca, o tempo de escovação diminui, assim a escova não irá alcançar todos os pontos necessários para ter uma boa escovação. Mesmo sendo a mãe quem está realizando a escovação, logo a criança irá solicitar que enxague a boca impendindo a escovação completa. Porém, há cremes dentais com pequenos grãos abrasivos, semelhantes a detergentes. E ainda exitem que em sua fórmula contém enzimas e fluor.Aconselhamos a utilizarem o creme dental que contiver fluor em sua fórmula.
  • Como fazer uma criança parar de chupar o dendo?
  • Se a criança chupou o dedo até os 3 anos de idade não há necessidade de se preocupar. Com o tempo, aos poucos, a criança estará saindo da fase de convívio somente com os pais para passar para o convívio com novos amiguinhos. Muitas crianças quando se inicia o convívio social, descobrem outras atividades atrativas diminuindo o antigo hábito de chupar o dedo e quanto menos se espera, pára definitivamente. Porém, mesmo após o desenvolvimento dos dentes molares (os dentes dos fundos) persistirem em chupar o dedos, este hábito terá efeitos negativos no desenvolvimento do osso maxilar e dos posicionamento dos dentes, dessa forma é necessário que cesse o mais rápido possível. Mas não o force o parar de imediato, faça com que a própria criança perceba que este é um hábito impróprio, dessa forma, naturalmente ela irá parando. Não se aborreça com a criança cada vez que ela chupar o dedo.
  • O que fazer quando a criança reclama de dores na mandíbula?
  • Desordem Têmporo Mandibulares, pode-se assemelhar a uma "torção" na mandíbula. Como numa "torção", quando estiver dolorido o repouso é extritamente necessário. Para os que estão com dores na mandíbula, evitar morder alimentos duros, não apoiar o queixo com as mãos, não abrir muito a boca deliberadamente. Na maioria das vezes esse problema soluciona-se em pouco tempo.
  • Por que as obturações em crianças caem logo?
  • São várias as razões que causam esse problema:
    1. O dente de leite comparado ao dente permanente tem as paredes delgadas e a obturação tende a ser mais finas também. Por essa razão, muitas vezes o resultado não mostra-se ser o esperado. 2. O metal utilizado para obturações é um liga de prata que enferruga com facilidade enfraquecendo a força de adesão da obturação. 3. Neste período de troca dos dentes pelos permanentes, movimentos dos dentes, dentes vizinhos nascendo, isso tudo faz com que as obturação fiquem mais propícias a cairem. 4. De agora em diante a criança terá mais oportunidades para consumir goma de mascar e doces, ou muitas crianças com bruxelismo, também facilitam a queda das obturações. 5. A salivação nas crianças é grande, por isso que quando se vai fixar a obturação com o cimento obturador facilmente ele é contaminado. 6. Durante o tratamento, não recebeu colaboração, portanto a precisão dos resultados foi inferior. Estes são alguns das possibilidades. E se o dente que recebeu a obturação não foi atacador por outra cárie poderá receber uma nova obturação novamente.
  • O que é xilitol ?
  • Xilitol é um adoçante natural que é produzido juntando-se resinas vegetais de plantas como as Bétolas mais hidrogênio. E possui o poder adocicante do açúcar refinado. A bactéria Mutans, que provoca a cárie, fermenta o açúcar, transformando em ácido que corroe o dente. O Xilitol quase não se transforma em ácido como também ajuda a reprimir a ação das bactérias da cárie como é sabido por todos, porém se ingerido em grande quantidade poderá ter um efeito laxativo leve. Mas o Xilitol não limpa o dente, por isso não substitui a escovação dos dentes.
  • Xilitol faz bem para os dentes?
  • Xilitol é um adoçante natural encontrado em plantas e frutas, tem a mesma capacidade adoçante que o açúcar. O teor calórico é aproximadamente 1/4 do açúcar, por não alterar o teor de glicose no sangue, não há restrições de uso por diabético. Diferente do açúcar, o Xilitol não é metabolizado pela bactéria da cárie dentro da boca, dessa forma não se forma o ácido que poderia danificar a estrutura do dente. Como a produção do ácido fica dificultada, o "lar" das bactérias da cárie que são as "placas" são fácilmente retiradas na escovação dos dentes. Além de reprimir o crescimento das bactérias da cárie, o Xilitol também auxilia na reconstituição do esmalte do dente.

FAQ sobre assuntos relacionados a gravidez

  • Dizem que durante a gravidez, os dentes ficam fracos, até onde isso é verdade?
  • Há um antigo ditado aqui no Japão que diz, "Se der a luz a um filho, perde-se um dente", conforme esta dito, muitas grávidas tem os dentes debilitados durante a gravidez. Porém, os dentes não ficam ruins por que o organismo está fornecendo cálcio para o bebe que está se formando. Os dentes ficam fracos durante a gravidez devido às transformações hormonais e algumas modificações da rotina da futura mãe. No período de enjôos da gravidez é incômodo escovar os dentes, a quantidade de vezes que se consomem alimentos aumentam, dessa forma o interior da boca se torna um ambiente propício para formação ou agravamento de cáries e denças peridontais já existentes. Neste período os cuidados com a saúde bucal é muito importante. Para isso, basicamente, é necessário retomar aos hábitos de uma vida normal e cuidar da limpeza bucal. Se no início da gravidez tiver enjôos, nos momentos de alívio experimente escovar os dentes rapidamente várias vezes ao dia. E ainda, quando está se aproximando da época de dar a luz fica difícil fazer uma consulta odontológica e também após o nascimento do bebe a mãe esta sobrecarregada de afazeres que a impede de ir ao dentista. Dessa forma o momento ideal para uma consulta ao dentista seria no meio da gestação, mais ou menos no segundo trimestre de gravidez.
  • É possível fazer tratamento dos dentes durante a gravidez?
  • Basicamente, todos os tratamentos são possíveis de se realizar durante a gravidez. Não há contra indicações com relação ao uso do aparelho de raio-X e anestesia utilizados pelo dentista. Aconselha-se que faça as consultas no período estável da gravidez.
  • Durante a gravidez, qual seria o melhor período para fazer uma consulta ao dentista
  • A princípio, não há um período que a gestante não possa comparecer a um dentista. Porém, até 14a. semana há possibilidades de aborto natural, pensando na dificuldade de locomoção até o consultório, acreditamos que seria melhor evitar esse período. A partir da 15a. semana a gestação entra num período relativamente estável, dessa forma seria o período mais indicado para fazer as consultas odontológicas. Se a gestante estiver passando por uma gestação complicada, sob observação médica, o melhor período para visitar o dentista seria quando entrar no período estável de sua gestação.

FAQ sobre prótese dentária

  • Quebrou a dentadura (prótese dentária), em caso de emergência, para consertá-lo posso utilizar colas normais para isso?
  • Caso opte por consertá-lo por conta utilizando uma cola ficará complicado realizar a restauração do mesmo, por favor, trazer a dentaruda do jeito que está. Isso serve também nos casos de coroas ou coroas provisórias cairem.
  • Sinto muitas dores ao mastigar com a dentadura (prótese dentária) nova, o que fazer?
  • Mesmo tirando um perfeito molde e construindo uma dentatura perfeita, não é possível mastigar qualquer coisa desde o primeiro dia. Raspando as partes que provocam dores, verificando e fazendo os ajustes para que haja boa oclusão (mordida), assim aos poucos o paciente se sente mais confortável com a prótese. Por essa razão, inicialmente, comece por alimentos mais moles para ir acostumando com a dentadura. Quando estiver incomodando, não fique aguentando a dor, traga a dentadura para novos ajustes.
  • Como guardar a dentadura (prótese dentária) quando não estou utilizando-a?
  • A dentadura quando resseca ela pode sofrer algumas deformações, dessa forma, ao retirá-la, limpe-a bem, deixe-a imersa na água juntamente com um produto próprio para limpar próteses. Geralmente, para descançar a gengíva, aconselha-se a retirar a dentadura durante o sono, salvo os casos específicos como problemas de oclusão.
  • O que fazer quando os ganchos de suporte da dentadura (prótese dentária) ficam visíveis, pois esteticamente fica desagradável?
  • A prótese dentária parcial para se fixar dentro da boca necessita-se de ganchos metálicos. Com isso elas ficam firmes permitindo uma mastigação satisfatória. Porém, quando estes ganchos ficam aparentes na parte frontal da boca, esteticamente, incomodam um pouco. Em algumas situações há condições de se subsituir os ganchos por dispositivos especiais que disfarçam bem e deixa uma aparência agradável e funciolmente a mastigação não fica comprometida.

FAQ em geral

  • Ultimamente, apareceram vários pontos de inflamação dentro da boca, há alguma coisa para evitar isso?
  • Dentro da mucosa bucal há feridas avermelhadas inflamadas, isso se denomina "Estomatite". Popularmente denomina-se "Estomatite" porém na maioria das vezes o que ocorre é "Estomatite aftosa". As aftas são pequenas úlceras rasas que se formam na mucosa bucal com o tamanho e 2 mm a 1 cm e ao serem tocadas ou na ingestão de alimentos ou líquidos há um grande dor sentida pelo paciente. Ainda não se sabe as causas da afta, porém podem aparecer com maior frequência em pessoas com desequilíbrio nutricional, deficiência de vitaminas, falta de sono, excesso de trabalho, ingestão de bebidas alcoolicas em excesso, estresse, realiza pouca escovação dental, irregularidade menstruais, problemas gastrointestinais. Alguns tópicos para evitar que as aftas apareçam: 1. Procurar ter uma dieta alimentar equilibrada; 2. Evite excesso de trabalho continuadamente e dieta alimentar desiquilibrada. Procure não acumular estresse. 3. Faça uma escovação dental correta e deixe a higiene bucal sempre em dia. 4. Estar atento para não ficar com baixo teor de vitaminas no corpo, diminuir o consumo em excesso de temperos fortes, cigarro, bebida alcoolica, dormir o suficiente, cuidar da boa forma física. Com relação ao tratamento contra as aftas, aplicação de pomada ou mesmo de laser são alguns métodos utilizados para eliminá-las.
  • Há algo para se evitar o bruximos ou pode deixar assim, pois é uma coisa normal?
  • Durante o bruximos os dentes são pressionados com grande força. Por isso que ocorre o desgaste da superfície dos dentes, até mesmo há casos onde o dente sofre lesões. Há também um impacto grande na raiz do dente.Para que não chegue as últimas consequências, verificar logo pela manhã se há algum desconforto na mandíbula ou nos dentes.
 
 

Tipos de Tratamento

Periodontite
Cáries e Prevenção
Prótese Dentária
 
Ortodontia
Implante Dentário
Estética Dental
 
 
 
 
Mover para o topo da página.